Síndrome do Pânico infantil: O que causa esse transtorno

Síndrome do Pânico infantil: O que causa esse transtorno (foto: internet)
Síndrome do Pânico infantil: O que causa esse transtorno (foto: internet)

Muitas pessoas já ouviram falar sobre a síndrome do pânico, apesar de ainda ser um assunto desconhecido do público em geral.

É uma doença ligada à ansiedade que consiste em um medo inseperado e repentino que se baseia em algo que quase sempre não é real. O que muitas pessoas não sabem e iremos tratar aqui é que muitas crianças têm sofrido com esse mal, ou seja, não é mais uma particularidade de adultos estressados com seus prazos, trabalhos e questões emocionais. Vamos ver aqui o que causa esse transtorno em crianças para ajudar você que é pai ou mãe a identificar esse mal.

Estresse

Aqui é importante quebrar um tabu. Tratamos as crianças de modo geral como pequenos adultos, que precisam ser e fazer uma porção de coisas para as quais elas não deveriam estar preparadas.

É justamente por não entenderem que o mais importante para uma criança é ser criança que alguns pais submetem seus filhos, muitas vezes em uma idade muito baixa, a rotinas exaustivas e estresantes. Esse estresse gera ansiedade e a chamada hiperventilação, que consiste em uma absorção de oxigênio maior do que o necessário para o organismo.

Por isso é muito importante os pais estarem atentos e não sobrecarregarem os pequenos. Claro que é muito importante garantir o futuro da criança da melhor forma possível, mas isso deve ser feito sem interromper os processo naturais.

Temperamento tendente ao estresse

Algo a que os pais devem estar atentos e que está ligado ao tópico anterior é como o seu filho ou filha se comporta em face de situações de conflito. Há infantes que tem o temperamento mais tranquilo e recebem melhor a repreensão ou uma notícia ruim, mas essa não é uma regra que se aplica a toda criança. Por isso é muito importante que os pais conheçam o temperamento de sua criança para ajudá-la em momentos conflitantes que irão de econtro ao seu temperamento.

Questões genéticas

Esteja atento ao histórico familiar, pois é posssível que seu filho enfrente crises de pânico se isso aconteceu com seus antepassados. Apesar de essa não ser uma questão definida em medidas exatas, já é pacífico na comunidade científica que há fatores genéticos que contribuem para o surgimento de síndrome de pânico em crianças.

Interação com o ambiente

Assim como acontece com os adultos, a forma como a criança interage com o ambiente ao seu redor pode ser um fator chave para o surgimento ou não desse mal, por isso os pais devem estar atentos, pois até os detalhes podem revelar questões importantes a serem discutidos como profissional da saúde competente para tratar dessa doença.

É muito importante a atenção real dos pais a essas questões. Muitas vezes, crianças tem ansiedade ou até crises de pânico que muitas vezes são confundidas com birra ou manha. É muito importante buscar conhecer mais sobre o assunto, bem como sintomas que possam ser visíveis para, assm que eles se apresentarem, ser acionado um psicólogo que irá tratar do caso.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *